Hugo Motta estaria discutindo com o governo o apoio do seu partido e a nomeação de aliados para cargos federais.
Hugo Motta efendeu que polarização está contaminando debate do PL - Foto: Agência Câmara de Notícias

O deputado federal paraibano, Hugo Motta, que preside a bancada do Republicanos em Brasília se pronunciou na última terça-feira (02) sobre o adiamento da votação do PL das Fake News anunciado pelo presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL). Para Hugo o debate em torno do projeto está contaminado pela polarização política que divide o Brasil e pelas diversas narrativas criadas em torno do projeto.

Após pedido do relator da proposta, Orlando Silva (PCdoB-SP), e consulta aos lideres partidários, Arthur Lira optou por adiar a votação da pauta que vem dividindo o Congresso Nacional e colocando o governo contra grandes empresas de tecnologia. “Ouvindo atentamente o pedido do relator, o projeto não será votado na noite de hoje”, disse Lira.

PP, Republicanos, PT, PDT, Psol, PCdoB e Patriota concordaram com o adiamento, contra os votos do PL e do Novo. O líder do PP, deputado André Fufuca (MA), afirmou que os deputados também precisam de tempo para analisar o texto de Orlando Silva. “É de conhecimento de todos que fica inviável a votação dessa matéria. O relator recebeu mais de 90 emendas para um projeto que muitos não conhecem o texto”, disse.

A deputada Adriana Ventura (Novo-SP) afirmou que o adiamento comprova a necessidade de criação de uma comissão especial para analisar o tema.