Parlamentar criticou a possibilidade de que Bolsonaro se torne inelegível - Foto: Reprodução

O deputado federal, Cabo Gilberto Silva (PL), se disse confiante de que o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) não se tornará inelegível ao fim do julgamento no Tribunal Superior Eleitoral do qual ele é réu. De acordo com o parlamente, não há base legal para uma decisão contrária a Bolsonaro, pois ele agiu em prol da transparência do processo eleitoral em favor de todos os partidos. 

“Vale lembrar que o que o presidente fez não favoreceu a pessoa dele e nem nenhum partido político, mas todos os candidatos e a todos os partidos, pois transparência nas eleições é fundamental para um estado democrático de direito”, afirmou o vice-líder da oposição na Câmara dos Deputados. Em seguida, Cabo Gilberto declarou que atualmente o Brasil passa por um período de estado de exceção no qual decisões judiciais estariam sendo tomadas com motivações políticas.  

O parlamentar citou a cassação do ex-procurador da Justiça, Deltan Dallagnol (Podemos), que teve seu mandato cassado com base na Lei da ficha Limpa, como um exemplo da perseguição política que os adversários e desafetos do presidente Lula estaria sofrendo. “Cassaram o deputado Deltan Dallagnol pela Lei da Ficha Limpa que dizia que tinha que ser aberto o PAD, cassaram ele e podem cassar o ex-presidente Jair Bolsonaro, pois não vivemos mais uma democracia”, concluiu Gilberto.

Leia mais: Em meio a guerra no próprio partido, Cabo Gilberto faz aceno a João Azevêdo